Research advance the fight against more severe disease citros- Cultivar Group

Details
Promoted
Sites: 
IBIS PH
Channel: 
Search engines
Text (summary): 

Ten years after the first report of Huanglongbing (HLB) in Brazil, tools and technologies that can be used by plant defense to exclusion, diagnosis and eradication of HLB, as a software that simulates epidemics were finalized. Are the result of a structured approach to detection of the HLB bacterium in regions where the disease has not been present network. For this, work was done to monitor the insect vector, Diaphorina citri, the bacteria and the presence of symptoms in five citrus regions: Amazonas, Pará, Rio Grande do Sul, Bahia (Reconcavo and North Coast) and semiarid in Petrolina (PE).

The researcher at Embrapa Cassava and (BA) Francisco Naranjo said that the second phase of the research is not a simple continuation. The tools were developed, methodologies, both as field biomatemáticas were created and now we need to work on adopting it. Orange adds that with this project, called HLB BioMath, Embrapa expands the interaction with research groups from other countries, such as the University of Cambridge and Rothamsted Research (UK), the Institute for Research in Tropical Fruits Cuba) and the Department of Agriculture (USDA). The

Tags
Locations
LocationCoordinatesRelevanceShow on map
Brazil10°S 55°W0.586Yes
Discovery
Original language: 
Original title: 
Pesquisas avançam no combate à mais severa doença dos citros- Grupo Cultivar
Original text (summary): 

Após dez anos do primeiro relato do huanglongbing (HLB) no Brasil, foram finalizadas ferramentas e tecnologias que podem ser utilizadas pela defesa fitossanitária para exclusão, diagnóstico e erradicação do HLB, como um software que simula epidemias. São resultados de uma rede estruturada para detecção da bactéria causadora do HLB em regiões onde a doença ainda não estivesse presente. Para isso, foi feito um trabalho de monitoramento do inseto-vetor, a Diaphorina citri, da presença da bactéria e dos sintomas em cinco regiões citrícolas: no Amazonas, Pará, Rio Grande do Sul, na Bahia (Recôncavo e Litoral Norte) e no semiárido, em Petrolina (PE).

O pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura (BA) Francisco Laranjeira afirma que a segunda fase da pesquisa não é uma simples continuação. As ferramentas foram desenvolvidas, as metodologias, tanto de campo como biomatemáticas, foram criadas e agora precisamos trabalhar na adoção disso. Laranjeira acrescenta que, com esse projeto, denominado HLB BioMath, a Embrapa amplia a interação com grupos de pesquisa de outros países, como a Universidade de Cambridge e o Rothamsted Research (Inglaterra), o Instituto de Pesquisa em Fruticultura Tropical Cuba) e o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A doença ainda causa perdas expressivas em importantes regiões produtoras, colocando em xeque a sustentabilidade da cadeia citrícola.

O HLB é considerado o inimigo número um da citricultura hoje no mundo. Esse status é garantido principalmente por um fator: não foram identificadas variedades comerciais resistentes. Então, o que fazer diante de uma doença extremamente difícil de ser controlada? Além de batalhar em busca de uma saída pela via do controle genético, a Embrapa vem desenvolvendo, ao longo desse período, em conjunto com importantes parceiros, uma série de ações que abrangem, por exemplo, prevenção, controle do inseto que transmite a doença, práticas culturais e diagnóstico precoce de plantas infectadas. Uma das principais contribuições da Empresa nesses dez anos de luta contra a doença identificada nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná é o projeto HLB BioMath, que criou a chamada Rede Sentinela.

Mais iniciativas

Issues
Issue(s) that this article relates to, if applicable.
IssueStatusStart
Huanglongbing in Central and South Americaongoing2014-08-14
Workflow
Status: